Coordenador de Farmácia é homenageado pelo trabalho desenvolvido

Considerando a importância dos coordenadores na busca pela excelência de ensino, o IMEPAC Araguari premia aqueles que mais se destacaram não apenas no sentido de captar alunos, mas principalmente no processo de retenção e valorização dos mesmos. 




Tendo como indicador o controle da evasão e captação de alunos em 2016/01, os coordenadores dos cursos de Farmácia, Medicina e Pedagogia foram homenageados pelas metas alcançadas e pelo trabalho de proximidade com o corpo discente. Sendo assim o Prof. Me. Herbert Cristian de Souza (Farmácia), Prof. Dr. Alex Miranda Rodrigues e Prof. Me. Henrique Pierotti Arantes (Medicina), e Prof.ª Me. Maria Teresa de Beaumont (Pedagogia) receberam o devido reconhecimento.



A Prof. Me. Maria Teresa de Beaumont, coordenadora de Pedagogia, considerou a premiação como um feedback positivo, reafirmando a qualidade de um curso que alcançou conceito 4 no Enade e IGC. “Hoje, o principal motivo que pesa na decisão de uma pessoa, para cursar Pedagogia, é a vocação para lutar pela causa educacional. Na sala de aula eles encontram subsídios teóricos e exemplos práticos para desenvolverem essa vocação. O fato de conquistarem ótimos postos de trabalho, mesmo quando ainda estão fazendo a faculdade, também tem colaborado para a permanência dos alunos, pois o curso está fazendo a diferença em suas vidas desde cedo”, explicou.
Para o Prof. Me. Herbert Cristian de Souza, coordenador de Farmácia, a retenção de estudantes é um trabalho complexo e com várias nuances, que envolve o estreito relacionamento com os alunos e professores, presença em sala de aula e fora dela e atenção pontual aos problemas e dificuldades dos alunos. “Um trabalho de base sólido e transparente sobre o mercado de trabalho é um dos pilares de sustentação dos alunos durante o curso, permitindo que eles não desistam de seus sonhos”, completou.
Segundo o Prof. Roberto Félix Iasbik, diretor acadêmico-pedagógico dos cursos noturnos, além de ser uma forma de condecorar pelo bom desempenho, a premiação propõe um desafio para os próximos semestres. “Captar é difícil. Portanto, temos que trabalhar na retenção do aluno. Uma vez que ele está aqui dentro, precisamos mostrar sua importância e o quando nos preocupamos com sua formação profissional e também humana.”

























Tendo como indicador o controle da evasão e captação de alunos em 2016/01, os coordenadores dos cursos de Farmácia, Medicina e Pedagogia foram homenageados pelas metas alcançadas e pelo trabalho de proximidade com o corpo discente. Sendo assim o Prof. Me. Herbert Cristian de Souza (Farmácia), Prof. Dr. Alex Miranda Rodrigues e Prof. Me. Henrique Pierotti Arantes (Medicina), e Prof.ª Me. Maria Teresa de Beaumont (Pedagogia) receberam o devido reconhecimento.
A Prof. Me. Maria Teresa de Beaumont, coordenadora de Pedagogia, considerou a premiação como um feedback positivo, reafirmando a qualidade de um curso que alcançou conceito 4 no Enade e IGC. “Hoje, o principal motivo que pesa na decisão de uma pessoa, para cursar Pedagogia, é a vocação para lutar pela causa educacional. Na sala de aula eles encontram subsídios teóricos e exemplos práticos para desenvolverem essa vocação. O fato de conquistarem ótimos postos de trabalho, mesmo quando ainda estão fazendo a faculdade, também tem colaborado para a permanência dos alunos, pois o curso está fazendo a diferença em suas vidas desde cedo”, explicou.
Para o Prof. Me. Herbert Cristian de Souza, coordenador de Farmácia, a retenção de estudantes é um trabalho complexo e com várias nuances, que envolve o estreito relacionamento com os alunos e professores, presença em sala de aula e fora dela e atenção pontual aos problemas e dificuldades dos alunos. “Um trabalho de base sólido e transparente sobre o mercado de trabalho é um dos pilares de sustentação dos alunos durante o curso, permitindo que eles não desistam de seus sonhos”, completou.
Segundo o Prof. Roberto Félix Iasbik, diretor acadêmico-pedagógico dos cursos noturnos, além de ser uma forma de condecorar pelo bom desempenho, a premiação propõe um desafio para os próximos semestres. “Captar é difícil. Portanto, temos que trabalhar na retenção do aluno. Uma vez que ele está aqui dentro, precisamos mostrar sua importância e o quando nos preocupamos com sua formação profissional e também humana.”

Postagens populares